Google+ Followers

sexta-feira, 6 de maio de 2011

17º DIA - DIA DE TOURADA EM LISBOA

17º  DIA EM PORTUGAL


Olá amigos:

                     Hoje compareci a ARENA DE CAMPO PEQUENO para assistir ao primeiro evento de tourada da temporada de 2011.  Infelizmente esqueci de levar minha câmera digital e com isso o único registro que tenho deste memorável acontecimento esportivo-cultural é o próprio ingresso do espetáculo.

                     Foi um acontecimento ao nível do esperado.  Tensão alta todo o tempo num  duelo entre a destreza e a fôrça que ao final do embate vale pela vida. Do toureiro ou do touro.   Espetacular!  Não só como esporte mas, principalmente, como acontecimento histórico-cultural.

                     Ontem compareci, também, ao ESTADIO JOSE ALVALADE, no bairro Campo Grande, que pertence ao SPORTING C.P.  Trata-se de uma estrutura superprofissional onde, além da área destinada aos eventos esportivo-culturais tem, também, uma área comercial com cinemas, supermercado, lojas e  área de alimentação com bastante opções.  É de dar inveja, comparado com nossos clubes e estádios.


Vamos aos números:

TOTAL DA DESPESAS ATÉ ONTEM 04.05.11........................................        175,83

DESPESAS DO DIA:

Ingresso para o jogo  SPORTINGXVITÓRIA SETUBAL...........................            10,00

ALMÔÇO NO ESTADIO DO SPORTING...............................................              4,00

TOTAL DO DIA:.......................................................................................              14,00

TOTAL ACUMULADO ATÉ 05.05.2011..............................      189,83


Até a próxima.   





2 comentários:

  1. Ugo... gosto muito de suas dicas, mas JAMAIS compareceria a um triste espetáculo desses.... apredrejar mulheres já foi um evento "cultural", e, no entanto, inaceitável mesmo assim. Na minha opinião, judiar de animais para "deleite" humano é coisa para Nero, e olhe lá. Não teria coragem.

    ResponderExcluir
  2. Olá:

    Tenho que reconhecer que concordo em gênero, número e grau.

    A minha curiosidade era enorme. Eu nasci em Santa Cruz, bairro do Rio de janeiro onde funcionou durante muitos anos um matadouro e a minha lembrança de ifância é povoada de memórias de "estouros da boiada", uma verdadeira odisséia pelas ruas centrais do meu bairro quando os boiadeiros perdiam o controle da boiada.

    Mas, depois de assistir ao espetáculo, reconheço que fiquei meio deprimido com a maldade empregada contra os animais.

    Reconheço o meu erro.

    Ugo Esteves

    ResponderExcluir